Comunicar 56: Cyberbullying: A ameaça sem rosto

Vol. XXVI, nº 56, Terceiro trimestre, 1 Julho 2018
E-ISSN: 1988-3293 / ISSN: 1134-3478

           

O bullying virtual e o uso problemático da Internet na Colômbia, no Uruguai e na Espanha: um estudo transcultural

https://doi.org/10.3916/C56-2018-05

Resumo

O objetivo deste estudo transcultural foi analisar e comparar as pontuações de vitimização virtual e agressão virtual, e o uso problemático da Internet por adolescentes na Espanha, na Colômbia e no Uruguai, já que, apesar das semelhanças culturais existentes entre o contexto espanhol e latino-americano, são escassos os estudos empíricos que os tenham comparado anteriormente. A amostra foi formada por 2.653 participantes de 10 a 18 anos. Os dados foram coletados através do questionário de bullying virtual e da versão em espanhol do «Revised generalized and problematic Internet use scale». Os resultados revelam uma maior prevalência, na Espanha, de condutas de bullying virtual leve, o cyberstalking, entre participantes de 10-14 anos. Nos três países, destacam-se dois papéis do espectador virtual: defensor da vítima e não comprometido com a agressão, embora com mais perfis de apoio ao agressor na Colômbia. Não se observam diferenças no uso problemático da Internet entre os três países. Foram proporcionadas evidências sobre a relação entre a vitimização virtual e a agressão virtual com o uso problemático da Internet. As dimensões de uso compulsivo e regulação do estado de ânimo são as que melhor predizem o bullying virtual. Os resultados são discutidos em relação com a possível normalização da violência e a falta de reconhecimento como tal.

Este artigo foi lido 10359 vezes

Loading

www.grupocomunicar.com

grupocomunicar.com Google Play Grupo Comunicar Grupo Comunicar Mail Mail

Esta web utiliza cookies para obtener datos estadísticos de la navegación de sus usuarios. Si continúas navegando consideramos que aceptas su uso. Más información X Cerrar