Tradução: Jenny De la Rosa

No ambiente académico atual se evidencia a sistematização de padrões de registro em base a uma codificação internacional que facilita a identificação, difusão e revisão do conhecimento.
Para isto, existem identificadores de referência como é o caso do ORCID para os autores, ISSN para as revistas e DOI para os artigos. Por tanto, a relevância que estes identificadores estão conseguindo na filiação, controle, transmissão e expansão das pesquisas provenientes da comunidade acadêmica, diz da necessidade de conhecê-los em profundidade.
ORCID (https://goo.gl/UoYUas) é uma plataforma aberta que permite o registro de pesquisadores, ISNN (https://goo.gl/ZN2LqP) é um acrônimo que representa revistas científicas e coleções seriadas, e DOI (https://goo.gl/IWtPQC se circunscreve a documentos digitais específicos publicados, entre outros, os artigos em revistas científicas, as atas de palestras, os relatórios técnicos, os capítulos de livro e as teses doutorais.
Em primeiro lugar, ORCID pode-se entender como o número de passaporte de um pesquisador, mantendo-se assim ao longo do percurso acadêmico. A abertura de uma conta ORCID tem duas limitações genéricas de uso: menores de 18 anos não podem abrir conta, igualmente se proíbe qualquer indício de comercialização mediante a plataforma. De outro lado, dentre as vantagens principais de registrar-se nesta plataforma estão:
  1. Obter o ORCID ID: O nome do autor não é suficiente para sua identificação, por exemplo: Juan Pérez – Martínez, J. Pérez-Martínez, Juan P. Martínez, é a mesma pessoa porque responde ao mesmo número identificador. Quer dizer, apesar das variações que pode sofrer o nome, os trabalhos de pesquisa permanecem associados aos 16 dígitos do ORCID ID.

ORCID ID

  1. Visibilidade das pesquisas: Ao conectar quase 3000.000 de pesquisadores ao redor do mundo, a plataforma facilita o reconhecimento das contribuições acadêmicas, proporcionando novas oportunidades de contato entre especialistas dessa área.
O ISNN “International Standard Serial Number” é um Sistema codificado com oito dígitos que funciona como ferramenta bibliográfica para estudantes, bibliotecários e pesquisadores, o foco é a simplificação da tarefa de busca dos usuários, catalogar o material padronizado e reduzir os processos de distribuição e subscrição.  Cabe assinalar que o ISNN impresso é diferente do ISSN eletrônico (e-ISSN) de uma mesma serie. Por exemplo:
comunicar2
 O ISNN está avalizado em mais de 60 países com centros especializados em cada um deles, incluindo Espanha e Latino-américa onde se atribui oficialmente um número único e insubstituível às revistas e coleções seriadas. Apesar de existir a possibilidade de emitir câmbios a respeito da editorial, formato, frequência de publicação, país de origem e edição, isto não afeta o ISNN atribuído, enquanto o título no seja modificado. Ou seja, se a Revista Científica Comunicar se edita desde Colômbia e ao invés de ser trimestral é bimestral, mas conserva o título original, pode manter o mesmo ISNN.
O DOI “Digital Object Identifier” é a digital dos documentos científicos referidos ut supra. Sua característica de permanente e único é uma garantia para os pesquisadores. Usa-se para localizar aqueles documentos que estejam em formato digital e encontrar informação correlata com a pesquisa. Em outras palavras, o DOI acrescenta a visibilidade, acesso e citação das publicações científicas, entrecruza e melhora a comunicação entre repertórios, bases de dados e sistemas informáticos, e assegura a propriedade intelectual das obras. A sexta edição de APA (American Psychological Association) é a única que exige a inclusão do DOI  nas referencias bibliográficas:
  • Autor, A. A., & Autor, B. B. (data da publicação). Título do artigo.Título da revista científica, volume (número), rango de páginas. doi:0000000/000000000000 o http://dx.doi.org/10.0000/0000
  • Aguaded, I., & Romero-Rodríguez, L.M. (2015): Mediamorfosis y desinformación en la infoesfera: Alfabetización mediática, digital e informacional ante los cambios de hábitos de consumo informativo.Education in the Knowledge Society (EKS), 16, 44-57. doi: http://doi.org/4ht
Sua designação está determinada pela Agencia Crossref, que se encarrega de proporcionar os serviços de depósito e consulta do DOI ordenando a busca de acordo ao tipo, editorial, categoria, relevância e ano de publicação. Na atualidade se pondera que estão registrados, aproximadamente, uns 80 milhões de documentos em Crossref com seu respectivo DOI.

 

Entradas recientes