Palabras clave

Televisão, programação, qualidade, crianças

Resumen

O estudo da relação das crianças com a televisão pode incidir quer na vertente das audiências, nomeadamente, dos públicos infantis, quer na vertente da televisão e do sistema televisivo. O presente trabalho focaliza-se na segunda dimensão. Depois de nos termos detido, noutros estudos, sobre o contexto da recepção, quisemos analisar o contexto da programação e da difusão televisiva. Atendendo a que um dos factores que condiciona o uso da televisão reside nos programas oferecidos, consideramos fundamental estudar também o lado de lá do ecrã para conhecer o que é pensado, concebido e emitido especificamente para o público mais jovem. Neste sentido, realizámos uma pesquisa sobre as ofertas e os critérios de programação para a infância dos canais generalistas portugueses, no período compreendido entre 1992 e 2002. Neste estudo recorremos a uma metodologia assente em abordagens quantitativas e qualitativas.

Referencias

Fundref

Este trabajo no tiene ningún soporte financiero

Crossmark

Ficha técnica

Métricas

Métricas de este artículo

Vistas: 0

Lectura del abstract:

Descargas del PDF:

Métricas completas de Comunicar 25

Vistas: 0

Lectura del abstract:

Descargas del PDF:

Citado por

Citas en Web of Science

Actualmente no existen citas hacia este documento

Citas en Scopus

Actualmente no existen citas hacia este documento

Citas en Google Scholar

Actualmente no existen citas hacia este documento

Descarga

Métricas alternativas

Cómo citar

Pereira, S. (2005). Quality in children’s television. [A qualidade na televisão para crianças]. Comunicar, 25, 181-192. https://doi.org/10.3916/C25-2005-025

Compartir

           

Apartado de Correos 527

21080 Huelva (España)

Administración

Redacción

Creative Commons

Esta web utiliza cookies para obtener datos estadísticos de la navegación de sus usuarios. Si continúas navegando consideramos que aceptas su uso. +info X