Palabras clave

Midia Educação, competência, formação dos consumidores, pensamento critico

Resumen

Este trabalho desenvolve uma reflexão sobre o importante conceito de competência midiática. Com isso se indica a capacidade do sujeito a relacionar-se criticamente com os meios considerado um conceito básico da mídia educação. Em primeiro lugar é importante definir o conceito. A análise dos principais paradigmas de referência (idealismo, comportamentalismo, epistemologia genética) permite concluir que, provavelmente, a melhor coisa a fazer não é fechar a definição sobre um só paradigma, mas considerar a idéia de competência de uma outra maneira, como um sistema complexo de dimensões: objetiva, intersubjetiva, subjetiva. A partir desta consideração teórica focaliza-se um problema fundamental, o da formação da competência midiática, tanto no caso do mídia educador, como no caso do simples consumidor. A análise sobre o midia educador permite situar este perfil profissional num sistema de relações diferenciando-o de outros perfis parecidos: estamos falando do edu-comunicador (como é definido no debate teórico europeu e latino-americano), do mediador da comunicação cultural e do mediador tecnológico. Na avaliação das competências destes perfis, a linha teórica evidenciada é a de não considerar só as competências semióticas (a análise do texto, por exemplo), para desenvolver um sistema de competências mais global e integrado. A análise da formação da competência midiática do consumidor é antecipada pela leitura de alguns dados que indicam algumas mudanças do consumo, pelo menos na realidade italiana. Estas mudanças falam de um consumo mais multimidiático, menos televisivo; evidenciam um sujeito, sobretudo juvenil, mais autônomo, capaz de compor os seus consumos culturais numa dieta equilibrada. A partir deste novo perfil, a necessidade é de imaginar conteúdos novos para a mídia educação. Estes novos conteúdos são individualizados no âmbito das metacompetências. Trata-se de um saber do saber que desloca a atenção educativa do foco sobre as tecnologias de produção e de sistemas de signos para uma atenção sobre as tecnologias de si.

Referencias

COLASANTO, M. (Ed.) (2000): Dalla pratica alla teoria per la formazione: un percorso di ricerca epistemologica. Milano, FrancoAngeli.

Link Google Scholar

FOUCAULT, M. (1988): «Technologies of the Self», em MARTIN, L.H., GUTMAN, H., HUTTON, R.H. (Eds): Technologies of the Self. Seminário com Michel Foucault. Londres, Tavistock.

Link Google Scholar

GARDNER, H. (1999): The disciplined Mind: what all students should understand. New York, Simon & Schuster.

Link Google Scholar

GOLEMAN, D. (1995): Emotional Intelligence. What It Can Matter More Than IQ. New York, Bantam Books.

Link Google Scholar

JACQUINOT, G. (2000): «Comunicazione ed educazione. Confronto tra culture», em SALZANO, D. (Ed.): Comunicazione e educazione, confronto tra due culture. Napoli, Isola dei ragazzi.

Link Google Scholar

JOLIS, N. (2000): La compétence au cœur du succès de votre entreprise. Paris, Éditions d'Organisation.

Link Google Scholar

MORCELLINI, M. (Ed.) (2005): Mediaevo italiano. Roma, Carocci.

Link Google Scholar

MORIN, E. (1986): La Méthode-3, La Connaisance de la Connaissance-1. Paris, Le Seuil.

Link Google Scholar

PERRENOUD, P. (1997): Construire des compétences dès l'école. Paris, ESF (tr.por.,10 Novas competencias para enseñar. Porto Alegre, ArtMed Editora.

Link Google Scholar

RIVOLTELLA, P.C. (2005): Media Education. Fondamenti didattici e prospettive di ricerca. Brescia, La Scuola.

Link Google Scholar

RIVOLTELLA, P.C. (Ed.) (1998): L’audiovisivo e la formazione. Metodi per l’analisi. Padova, CEDAM.

Link Google Scholar

SCHAUN, A. (2002): Pràticas educomunicativas. Rio de Janeiro, Mauad.

Link Google Scholar

SCHÖN, D. (1987): Educating the Reflective Practitioner. San Francisco, Jossey-Bass (tr.por., Educando o Professional Reflexivo. Um Novo Design para o Ensino e a Aprendizagem. Porto Alegre, ArtMed Editora 2000).

Link Google Scholar

TYLER, R.W. (1949): Basic principles of curriculum and instruction. Chicago, The University of Chicago Press.

Link Google Scholar

Fundref

Este trabajo no tiene ningún soporte financiero

Crossmark

Ficha técnica

Métricas

Métricas de este artículo

Vistas: 0

Lectura del abstract:

Descargas del PDF:

Métricas completas de Comunicar 25

Vistas: 0

Lectura del abstract:

Descargas del PDF:

Citado por

Citas en Web of Science

Actualmente no existen citas hacia este documento

Citas en Scopus

Actualmente no existen citas hacia este documento

Citas en Google Scholar

Actualmente no existen citas hacia este documento

Descarga

Métricas alternativas

Cómo citar

Rivoltella, P. (2005). Educating media competence: new ways of consumption and educational perspectives. [Formar a competência midiàtica: novas formas de consumo e perspectivas educativas]. Comunicar, 25. https://doi.org/10.3916/C25-2005-167

Compartir

           

Apartado de Correos 527

21080 Huelva (España)

Administración

Redacción

Creative Commons

Esta web utiliza cookies para obtener datos estadísticos de la navegación de sus usuarios. Si continúas navegando consideramos que aceptas su uso. +info X