Palavras chave

Vetor tecnológico, telas, ecologias simbólicas, informação, comunicação, conhecimento, reflexividade, cibercultur@

Resumo

Como a tecnologia interfere no modo como nos relacionamos com a informação, a comunicação e o conhecimento? A integração dessas três dimensões constitui o núcleo das “ecologias simbólicas”. Durante toda a história, estas têm se construído e transformado por efeito da sua relação com dispositivos técnicos e saberes, que podemos considerar como um vetor tecnológico. O problema não deve enfocar as telas como interfaces de dispositivos mais complexos, mas sim as relações específicas de informação, comunicação e de conhecimento desenvolvidas por aqueles que geram conhecimento para aqueles que não o fazem.

Referências

Bourdieu, P. (2001): Las estructuras sociales de la economía. Buenos Aires, Manantial.

Link Google Scholar

Cirese, A. (1984): Segnicitá, fabrilitá, procreazione. Appunti etnoantropologici. Roma, CISU.

Link Google Scholar

De Waal, F. y OTROS (2005): «The monkey in the mirror: Hardly a stranger», en PNAS, 102; 11140-11147.

Link Google Scholar

Gómez, H. (2005): Todas las mañanas del mundo. Universidad de Colima (México), Tesis doctoral.

Link Google Scholar

Gómez, H. (2007): «Estratos de tiempo y velocidad. La comunicación que hemos conocido, la comunicación posible», en Razón y Palabra, 57. (www.cem.itesm.mx/dacs/publicaciones/logos/anteriores/n57/hgomez.html).

Link Google Scholar

Gónzález, J. (1999): «Tecnología y percepción social: evaluar la competencia tecnológica», en Estudios sobre las Culturas Contemporáneas, (5), 9; 45-63.

Link Google Scholar

González, J. (2007): De la cultura a la cibercultur@. La Plata (Argentina), EDULP.

Link Google Scholar

Grodal, T. (1994): Cognition, emotion and visual fiction, Copenhague, University of Copenhagen.

Link Google Scholar

Jara, R. y Garnica, A. (2007): ¿Cómo la ves? La televisión mexicana y su público. México, IBOPE- AGB.

Link Google Scholar

Maass, M. y González, J. (2005): «De memorias y tecnologías: radio, televisión e Internet en México», en Estudios sobre las Culturas Contemporáneas, (10) 22; 193-220.

Link Google Scholar

Merchant, M.A. (2007): «El comercio exterior manufacturero y los procesos de producción internacionalizados en México», en IX Reunión de Economía Mundial. Madrid.

Link Google Scholar

Plotnik y OTROS (2006): «Self-recognition in an Asian elephant», en PNAS, 103, 45; 17053-17057.

Link Google Scholar

Reiss y OTROS (2001): «Mirror self-recognition in the bottlenose dolphin: A case of cognitive convergente», en Proceedings of the National Association for the Advancement of Science, 98, 10; 5937-5942.

Link Google Scholar

Volkoff, V. (1978): Elogio de la diferencia. Barcelona, Tusquets.

Link Google Scholar

Fundref

Este trabalho não tem nenhum apoio financeiro

Crossmark

Technical information

Métricas

Métricas deste artigo

Vistas: 17903

Leituras dos resumos: 14908

Descargas em PDF: 2995

Métricas completas do Comunicar 30

Vistas: 614360

Leituras dos resumos: 501806

Descargas em PDF: 112554

Citado por

Citas em Web of Science

Actualmente não há citações a este documento

Citas em Scopus

Actualmente não há citações a este documento

Citas em Google Scholar

Actualmente não há citações a este documento

Baixar

Métricas alternativas

Como citar

González-Sánchez, J. (2008). Screens we see, societies we unknow. [Pantallas vemos, sociedades no sabemos]. Comunicar, 30, 43-48. https://doi.org/10.3916/c30-2008-01-006

Compartilhar

           

Caixa Postal 527

21080 Huelva (Espanha)

Administração

Redação

Creative Commons

Este site usa cookies para obter dados estatísticos sobre a navegação de seus usuários. Se você continuar navegando, consideramos que você aceita seu uso. +info X