Palavras chave

Legislação reguladora de conteúdos, estereotipação negativa, programação de qualidade, noticiário direcionado aos jovens

Resumo

O presente trabalho aborda, em primeiro lugar, os problemas que afetam o coletivo de crianças em relação ao consumo televisivo na atualidade. Contribuo com uma opinião pessoal sobre as soluções propostas até o momento e, além do mais, exponho a que, a nosso entender, é a única solução viável perante a problemática estabelecida. Utilizamos, no decorrer da exposição, dois termos para nos referir aos dois grupos jovens que diferencio: por um lado crianças (entre 0 e 15 anos) e jovens (entre 15 e 30 anos). Ambos os grupos enfrentam problemas de diferentes origens. Nossa proposta é um noticiário direcionado ao público juvenil, realizado por jovens. Um noticiário juvenil de qualidade para a televisão pública.

Referências

Fundref

Este trabalho não tem nenhum apoio financeiro

Crossmark

Technical information

Métricas

Métricas deste artigo

Vistas: 14194

Leituras dos resumos: 11665

Descargas em PDF: 2529

Métricas completas do Comunicar 31

Vistas: 276091414

Leituras dos resumos: 227673778

Descargas em PDF: 48417636

Citado por

Citas em Web of Science

Actualmente não há citações a este documento

Citas em Scopus

Actualmente não há citações a este documento

Citas em Google Scholar

Actualmente não há citações a este documento

Baixar

Métricas alternativas

Como citar

Masegosa-Hernández, J. (2008). Information on TV: youngsters should also be taken into account. [Información en TV, los jóvenes también contamos]. Comunicar, 31. https://doi.org/10.3916/c31-2008-03-019

Compartilhar

           

Caixa Postal 527

21080 Huelva (Espanha)

Administração

Redação

Creative Commons

Este site usa cookies para obter dados estatísticos sobre a navegação de seus usuários. Se você continuar navegando, consideramos que você aceita seu uso. +info X