Palavras chave

Música digital, indústria cultural, públicos, tecnologias, cultura digital, nativos digitais, música popular, propriedade intelectual

Resumo

Na última década a indústria da música tornou-se o paradigma das transformações que trouxe consigo o desenvolvimento do modo produtivo para o capitalismo informacional. Juntamente com uma rápida inovação tecnológica, nem sempre produzida nos ambientes empresariais, foram desenvolvidas novas formas de produção e consumo de música que arrastou a indústria fonográficas a uma crise de vendas que obrigou uma radical transformação nestas empresas por razões de sobrevivência. Este artigo pretende encontrar a resposta para à questão subjacente às ambições de modificar o tecido produtivo: como criar indústrias culturais que sejam capazes, simultaneamente, de manter uma cultura comum e democrática e desenvolver iniciativas que gerem mais-valia a músicos, compositores e outros profissionais da música. Para isso, utilizaremos os dados extraídos após uma pesquisa na qual foram realizadas três entrevistas de grupos segmentados segundo a idade. Trata-se de cruzar as opiniões e experiências dos consumidores com análise da evolução da organização da indústria da música. A partir da constatação de que as gerações mais jovens estão inseridas em uma cultura da gratuidade da música, trata-se de explorar quais são as novas oportunidades de negócio que surge e como são recebidas a partir das posições em conflito já referidas.

Referências

Buquet, G. (2002). La industria discográfica: un reflejo tardío y dependencia del mercado internacional, en Bustamante, E. (Org.). Comunicación y cultura en la era digital. Barcelona: Gedisa.

Link Google Scholar

Calvi, J. (2006). Plan integral de apoyo a la música y a la industria discográfica. Madrid. Fundación Alternativas.

Link Google Scholar

DNX (Ed.) (2007). Desafíos para el copyright. Música y cine en la era digital (http://dnxgroup.com/ideas/trends/dnxTrends-Cultura_Digital.pdf) (25-06-09).

Link Google Scholar

Fouce, H (2008). No es lo mismo: audiencias activas y públicos masivos en la era de la música digital, en Aguilera, M; Adell, J.E. & Sedeño, A. (Eds). Comunicación y música 2. Tecnologías y audiencias. Barcelona. UOCpress.

Link Google Scholar

Fouce, H. (2009). Prácticas emergentes y nuevas tecnologías. El caso de la música digital en España. Madrid: Fundación Alternativas.

Link Google Scholar

Frith, S. (1996). Performing Rites. Oxford: Oxford University Press.

Link Google Scholar

Hornby, N. (1995). Alta fidelidad. Barcelona: Ediciones B.

Link Google Scholar

Martín Barbero, J. (1987). De los medios a las mediaciones. Barcelona: Gustavo Gili.

Link Google Scholar

Megías, I. & Rodríguez, E. (2001). La identidad juvenil desde las afinidades musicales. Madrid: INJUVE.

Link Google Scholar

Megías, I. & Rodríguez, E. (2003). Jóvenes entre sonidos. Madrid: INJUVE.

Link Google Scholar

Prensky, M. (2001). Digital Natives, Digital Inmigrants. On the Horizon, 9, 5.

Link Google Scholar

Thompson, J.B. (1998). Los media y la modernidad. Una teoría de los medios de comunicación. Barcelona: Paidós.

Link Google Scholar

Fundref

Este trabalho não tem nenhum apoio financeiro

Crossmark

Technical information

Métricas

Métricas deste artigo

Vistas: 27673

Leituras dos resumos: 19067

Descargas em PDF: 8606

Métricas completas do Comunicar 34

Vistas: 844534

Leituras dos resumos: 525402

Descargas em PDF: 319132

Citado por

Citas em Web of Science

Cuesta M, Oscar Julian. Music Consumption: Tensions Between Youth Music Stations and Mobile Devices CUADERNOS INFO, 2012.

Link Google Scholar

Moncada Landeta, Raul. Relation of musical goods of Otavalo and El Alto with the culture industry of Ecuador and Bolivia CUADERNOS DE DOCUMENTACION MULTIMEDIA, 2014.

https://doi.org/10.5209/rev_CDMU.2014.v25.47474

Arango Archila, Fabian. The Impact of Digital Technology in the Music Industry DIXIT, 2016.

https://doi.org/10.22235/d.v0i24.1168

De Alba Eguiluz, Baikune. MUSIC EDUCATION AND MASS MEDIA: AN ATTRACTIVE CONVERGENCE ENSAYOS-REVISTA DE LA FACULTAD DE EDUCACION DE ALBACETE, 2016.

Link Google Scholar

Mas i Sempere, Xavier. BETWEEN CULTURAL AND MONETARY CAPITAL: ECONOMICS IN CONTEMPORARY CLASSICAL MUSIC 3C EMPRESA, 2017.

https://doi.org/10.17993/3cemp.2017.060230.59-76

Moreno Cazalla, Lourdes; Pedrero Esteban, Luis Miguel;. Digital transformation of musical radio: The case of Maxima/LOS40 Dance COMUNICACIO-REVISTA DE RECERCA I D ANALISI , 2020.

https://doi.org/10.2436/20.3008.01.191

Citas em Scopus

Actualmente não há citações a este documento

Citas em Google Scholar

Actualmente não há citações a este documento

Baixar

Métricas alternativas

Como citar

Fouce-Rodríguez, H. (2010). Technologies and media in digital music: From music market crisis to new listening practices. [De la crisis del mercado discográfico a las nuevas prácticas de escucha]. Comunicar, 34, 65-72. https://doi.org/10.3916/C34-2010-02-06

Compartilhar

           

Caixa Postal 527

21080 Huelva (Espanha)

Administração

Redação

Creative Commons

Este site usa cookies para obter dados estatísticos sobre a navegação de seus usuários. Se você continuar navegando, consideramos que você aceita seu uso. +info X