Comunicar 34: Músicas e telas

Vol. XVII, nº 34, Primeiro semestre, 1 Marçorch 2010
E-ISSN: 1988-3293 / ISSN: 1134-3478

           

A utilidade dos formatos de interação músico-visual no ensino

https://doi.org/10.3916/C34-2010-02-10

Resumo

Desde os pressupostos de aprendizagem por competências, e sua atual implantação na maior parte dos sistemas educativos internacionais, o artigo analisa a potencialidade da cultura popular através do uso didático dos formatos músico-visual na sala de aula. Defende-se a necessidade de permear o conceito de alfabetização, integrando-o aos elementos que compõem o cenário atual da sociedade digital altamente tecnológica, no tempo que se recupera e inclui no discurso da escola e nos processos de aprendizagem que esta motiva, os produtos culturais que fazem parte do cotidiano dos adolescentes. A análise das propostas de aprendizagem por competências realizadas, entre outros, pela OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) através do Projeto DESECO (Definição e Seleção de Competências) ou o marco de referência europeu definido através da recomendação do Parlamento e do Conselho Europeu, servem como ponto de partida para estabelecer uma estratégia inicial que, desde a dimensão discursiva dos formatos de interação músico-visual, permita um trabalho eficaz na sala de aula. Assim, é avaliada a oportunidade que estes formatos de interação músico-visual, e concretamente os videoclipes, oferecem como meios didáticos a serviço de uma alfabetização digital que fomente um espírito crítico, e se exploram algumas contribuições concretas que se preveem o desenvolvimento de competências no Ensino Médio.

Este artigo foi lido 15243 vezes

Loading

www.grupocomunicar.com

grupocomunicar.com Google Play Grupo Comunicar Grupo Comunicar Mail Mail

Esta web utiliza cookies para obtener datos estadísticos de la navegación de sus usuarios. Si continúas navegando consideramos que aceptas su uso. Más información X Cerrar