Palavras chave

Charadas, criatividade, educação, crianças, audiovisual, linguagem, mídias, digital

Resumo

Para solucionar uma charada é necessário associar ideias, analisar metáforas, descobrir analogias. Por esse motivo, trabalhar com tal forma de entretenimento infantil é um modo de exercitar o pensamento criativo. No entanto, existe um problema: as charadas tradicionais são formas literárias que correspondem a uma época pré-digital. Como alcançar, então, uma boa aceitação entre os nativos digitais? Uma possível solução seria criar charadas audiovisuais feitas especificamente para o Youtube. Nesta pesquisa foram feitos cinco protótipos de charadas audiovisuais com características criativas diferentes e foram testados com estudantes do quarto ao sétimo ano do Ensino Fundamental. Os resultados dos testes permitiram identificar as atitudes, reações, interpretações e modos de raciocinar das crianças quando tentam resolver esse tipo de charada. Também foram identificados os recursos de linguagem e formatos criativos que funcionam melhor em uma charada audiovisual. Nas conclusões destacou-se a necessidade de formular corretamente os enunciados das charadas audiovisuais e suas respectivas “pistas” para que as crianças tenham satisfação intelectual e emocional ao resolvê-las. Constata-se, ainda, que ler ou escutar uma charada tradicional representa uma experiência cognitiva e sensorial muito diferente de interagir com essa mesma charada em uma linguagem multimídia. Finalmente, discute-se e analisa-se a função mediadora do professor e a importância da aprendizagem colaborativa em projetos educativos que utilizam tecnologias digitais.

Referências

Churches, A. (2009). Taxonomía de Bloom para la era digital. Eduteka. (www.eduteka.org/TaxonomiaBloomDigital.php) (14-12-2009).

Link Google Scholar

De Bono, E. (1995). El pensamiento creativo. Barcelona: Paidós.

Link Google Scholar

Ferrés, J. (2008). La educación como industria del deseo. Barcelona: Gedisa.

Link Google Scholar

Forrester Research (Ed.) (2008). The Social Technographics Ladder. (www.forrester.com/Groundswell/ladder.html) (14-12-2009).

Link Google Scholar

Gramigna, A. & González-Faraco, J.C. (2009). Videojugando se aprende: renovar la teoría del conocimiento y la educación. Comunicar, 33; 157-164.

Link Google Scholar

Igarza, R. (2009). Burbujas de ocio. Buenos Aires: La crujía.

Link Google Scholar

Lara, E. (2008). Adivinanzas quechuas. Ayacucho: DSG Vargas.

Link Google Scholar

Miaja de la Peña, M. (2008). La adivinanza. Sentido y pervivencia. Biblioteca virtual Miguel de Cervantes. (www.cervantesvirtual.com/FichaObra.html?Ref=29678) (06-08-2009).

Link Google Scholar

Parra, D. (2003). Creativamente. Bogotá: Norma.

Link Google Scholar

Piscitelli, A. (2005). Internet, la imprenta del siglo XXI. Barcelona: Gedisa.

Link Google Scholar

Piscitelli, A. (2008). Nativos digitales. Contratexto, 6. (www.ulima.edu.pe/Revistas/contratexto/v6/index.html) (17-12-2008).

Link Google Scholar

Wujec, T. (1996). Mentalmanía. Buenos Aires: Atlántida.

Link Google Scholar

Fundref

Este trabalho não tem nenhum apoio financeiro

Crossmark

Technical information

Métricas

Métricas deste artigo

Vistas: 30703

Leituras dos resumos: 19857

Descargas em PDF: 10846

Métricas completas do Comunicar 36

Vistas: 661991

Leituras dos resumos: 511209

Descargas em PDF: 150782

Citado por

Citas em Web of Science

Lopez-Pelaez Casellas, Maria Paz. Emblematic literature in posmodern higher education TEORIA DE LA EDUCACION, 2014.

https://doi.org/10.14201/teoredu2014261103118

Rodriguez-Hoyos, Carlos. PHOTOGRAPHY IN EDUCATION: A REVIEW OF LITERATURE IN FOUR SPANISH JOURNALS FOTOCINEMA-REVISTA CIENTIFICA DE CINE Y FOTOGRAFIA, 2015.

Link Google Scholar

Puertas Cespedes, Silvia Angelica. STIMULATION OF THE DIFFERENT TYPES OF CREATIVE THINKING IN CHILDREVN FROM 8 TO 11 YEARS OLD BY WRITING MYTHS CONCERNING THE ORIGIN OF THE UNIVERSE FORMA Y FUNCION, 2016.

https://doi.org/10.15446/fyf.v29n1.58510

Wu, Mingchang; Siswanto, Ibnu; Ko, Chenju. The influential factors and hierarchical structure of college students' creative capabilities-An empirical study in Taiwan THINKING SKILLS AND CREATIVITY, 2017.

https://doi.org/10.1016/j.tsc.2017.10.006

Arreguin-Anderson, Maria Guadalupe; Ruiz-Escalante, Jose Agustin. Adivinanzas and Dichos: Preparing Prospective Educators to Teach Science by Incorporating Culturally Responsive Tools JOURNAL OF LATINOS AND EDUCATION, 2018.

https://doi.org/10.1080/15348431.2016.1257427

Citas em Scopus

López-Peláez Casellas, M.P.. Emblematic literature in posmodern higher education [La literatura emblemática en una educación universitaria de corte posmoderno]), Teoria de la Educacion, .

https://doi.org/10.14201/teoredu2014261103118

Arreguín-Anderson, M.G., Ruiz-Escalante, J.A.. Adivinanzas, Dichos: Preparing Prospective Educators to Teach Science by Incorporating Culturally Responsive Tools), Journal of Latinos, Education, .

https://doi.org/10.1080/15348431.2016.1257427

Citas em Google Scholar

Actualmente não há citações a este documento

Baixar

Métricas alternativas

Como citar

Montalvo-Castro, J. (2011). Audiovisual riddles to stimulate children’s creative thinking. [Adivinanzas audiovisuales para ejercitar el pensamiento creativo infantil]. Comunicar, 36, 123-130. https://doi.org/10.3916/C36-2011-03-03

Compartilhar

           

Caixa Postal 527

21080 Huelva (Espanha)

Administração

Redação

Creative Commons

Este site usa cookies para obter dados estatísticos sobre a navegação de seus usuários. Se você continuar navegando, consideramos que você aceita seu uso. +info X