Comunicar 53: Cidadania crítica e empoderamento social na sociedade cibernética emergente

Vol. XXV, nº 53, Quarto trimestre, 1 Outubro 2017
E-ISSN: 1988-3293 / ISSN: 1134-3478

           

O ciberativismo no processo de mudança política e social nos países árabes

https://doi.org/10.3916/C53-2017-05

Resumo

Esta pesquisa analisa a contribuição do ciberativismo na mudança política e social na Tunísia, no Egito e na Líbia, e a opinião dos jovens árabes sobre a situação atual. Para obter informações relevantes sobre estes fatos, foram entrevistados periodicamente, durante os últimos cinco anos, 30 universitários que já haviam participado do processo que impulsionou as revoltas de 2011 e que seguem como ciberativistas desde então. A utilização de uma metodologia mista permite realizar um estudo no qual os aspectos de caráter quantitativo se complementam com conteúdos qualitativos. Os resultados demonstram que os países árabes ainda não se desvencilharam de muitas estruturas que mantinham os regimes anteriores a 2011, que dificultam a consolidação de um sistema moderno. Neste momento na Tunísia, no Egito e na Líbia ainda convivem duas realidades que provocam um choque permanente entre as tradições milenares, muito enraizadas em determinados setores da sociedade, e os valores ligados às revoluções, mais progressistas. Em um contexto no qual é necessária a unidade de ação, o ciberativismo desempenha um papel fundamental porque reúne em um espaço virtual comum cidadãos críticos comprometidos com o processo de mudança, permite que se organizem e mantenham contato com o exterior à margem da censura oficial, torna visíveis os protestos em cenários internacionais e monitora as ações do Governo.

Este artigo foi lido 10794 vezes

Loading

www.grupocomunicar.com

grupocomunicar.com Google Play Grupo Comunicar Grupo Comunicar Mail Mail

Esta web utiliza cookies para obtener datos estadísticos de la navegación de sus usuarios. Si continúas navegando consideramos que aceptas su uso. Más información X Cerrar