Comunicar 57: Artivismo: arte e engajamento social em um mundo digital

Vol. XXVI, nº 57, Quarto trimestre, 1 Outubro 2018
E-ISSN: 1988-3293 / ISSN: 1134-3478

           

A cultura do pós-drama no Equador e na Espanha: desenvolvimento metodológico e estudo comparado

https://doi.org/10.3916/C57-2018-04

Resumo

A presente pesquisa parte da teoria construtivista neofuncionalista como aquela que permite entender que os processos de diálogo e participação social são os que constroem cultura, assumindo uma visão dinâmica e cívica desta, em contrapartida às visões orgânicas e muito mais conservadoras. O objetivo principal é criar um painel de análise de obras teatrais do ponto de vista do drama (sentido) e do pós-drama (nonsense), introduzindo de forma transversal conceitos tais como identidade, interculturalidade e participação. O objetivo secundário, e como forma de validação dos painéis, é analisar de forma comparada as semelhanças e diferenças de dois tipos de manifestações do pós-teatro em língua espanhola, Europa e o teatro andino, particularmente do Equador. A pesquisa, de marcado caráter descritivo e com uma visão qualitativa, utiliza o método analítico-sintético para abordar um total de sete obras com um modelo de análise dramático e pós-dramático. Como resultado, constata-se a validação da utilidade dos painéis desenvolvidos para realizar este tipo de estudo sobre os elementos da ordem e do caos e, simultaneamente, para compreender a participação interna e externa. Como conclusão geral, observa-se que as obras equatorianas atuais respondem a uma cultura pós-dramática que faz uso de elementos da etapa dramática unitária e de fatores diferenciais de caráter indígena.

Este artigo foi lido 5955 vezes

Loading

www.grupocomunicar.com

grupocomunicar.com Google Play Grupo Comunicar Grupo Comunicar Mail Mail

Esta web utiliza cookies para obtener datos estadísticos de la navegación de sus usuarios. Si continúas navegando consideramos que aceptas su uso. Más información X Cerrar